quarta-feira, 5 de junho de 2013

POLICIA CIVIL - Carambeí registra 4ª prisão por crime sexual em 25 dias - DCMAIS.COM.BR VEICULOU A MATÉRIA POSTADA

Carambeí registra 4ª prisão por crime sexual em 25 dias


Publicado em: 05/06/2013 - 00:00 | Atualizado em: 04/06/2013 - 19:22


Patrícia Biazetto
 
A Polícia Civil prendeu ontem pela manhã, em Castro, o acusado de estuprar uma adolescente de 12 anos de idade, moradora de Carambeí. Os dois foram encontrados na casa do suspeito, na Rua Arapongas. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e a pena de reclusão é de 8 a 15 anos. Essa é a quarta prisão por crime sexual em Carambeí, num período de 25 dias.
A vítima, conforme informações do delegado Marcus Vinicius Sebastião, é moradora de Carambeí e estava desaparecida desde sábado. Nesta segunda-feira, a família da menina foi até a delegacia de Carambeí para registrar o boletim de ocorrência do desaparecimento. O sumiço da garota já tinha repercutido nas redes sociais e mobilizou a comunidade local. “Assim que soubemos do fato começamos as diligências. Levantamos a informação que a menina tinha ido a um churrasco no sábado na companhia de um jovem e, depois disso, não foi mais encontrada”, relata o delegado.
Durante as investigações, a polícia soube - através de um parente do jovem que mora no interior de Carambeí - que a família dele residia em Castro. “Hoje [ontem], por volta das 7 horas, os investigadores foram até Castro e encontraram dentro da residência do rapaz a menina que estava desaparecida”, diz. Eles confirmaram à polícia que mantiveram relações sexuais de forma consensual. Diante da afirmação, o rapaz, identificado como Jeferson Kalazan Pedroso, 18 anos de idade, foi preso e autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável, cuja pena de reclusão é de 8 a 15 anos. Ao lado da cama onde estava o casal, conforme o delegado, havia embalagens de camisinhas rasgadas. “Que isso sirva de exemplo. Manter relação sexual com menor de 14 anos de idade é considerado estupro de vulnerável, mesmo que de forma consentida”, acrescenta.
O acusado ficou detido em Castro – onde fica à disposição do juiz criminal - e a adolescente foi encaminhada aos cuidados da família em Carambeí. Ela relatou à polícia que fugiu com Jeferson porque considerava sua família muito rigorosa. Os dois se conheceram através de uma amiga em comum e trocavam mensagens via celular. A princípio, segundo o delegado, o acusado não tinha antecedentes criminais.

Arquivo DC
Delegado Marcus Vinicius Sebastião diz que o caso deve servir de exemplo para outras pessoas

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário